Raças de cães pequenos até 10kg na idade adulta

A seguinte lista é um pequeno resumo de algumas das raças de cães pequenos (até 10kg em idade adulta) mais frequentes para que possa aprender um pouco mais sobre os nossos amigos de quatro patas.

No entanto, não deve ser esquecido que cada animal tem uma personalidade única e que nenhum animal se resume à descrição da sua raça.

Sabemos que ao longo dos tempos as raças foram sendo seleccionadas e desenvolvidas com vista a adquirir um certo aspecto ou a aprimorar um certo atributo de personalidade. Assim, consoante a raça podemos ter uma ideia do animal que se pode adaptar melhor ao nosso estilo de vida e ambiente familiar.

 

Lista de raças de cães pequenos

 

1) Bichon Frise

raças de cães pequenas Bichon Frise

Os Bichon Frise tiveram a sua origem nas ilhas Canárias e foram trazidos para a Europa por marinheiros e tornaram-se depois muito populares entre a nobreza europeia.

Estes pequenos cães atingem 3 a 6kg em idade adulta e vivem entre 12 e 15 anos.

São animais dóceis e brincalhões e adaptam-se bem à vida em apartamento. A sua pelagem requer alguns cuidados como escovgens e tosquias regulares, mas tem a vantagem de ter características hipoalérgicas.

2) Yorkshire Terrier

raça de cão pequeno yorkshire terrier

Os Yorkshires (ou Yorkies) foram desenvolvidos em Inglaterra, na zona de Yorkshire.

O motivo da sua origem não é bem esclarecido, havendo teorias que dizem que foi criado para caçar ratos e entrar em tocas de raposas e texugos. Com uma esperança média de vida de 14 a 16 anos e peso até 3kg em adultos são cães muito activos e um pouco dominantes. Devido a essa tendência, devem ser educados logo desde cachorros, pois são conhecidos por ladrar bastante, não hesitar quando enfrentam cães maiores e até por serem um pouco teimosos.

Merecem um cuidado especial com o seu pêlo que por se parecer mais com cabelos humanos do que com pêlo de cão tem características hipoalérgicas. Têm que ser escovados e podem ser tosquiados. Também a boca dos Yorkies merece especial atenção, pois não é raro que não lhes caiam os dentes de leite o que provoca problemas orais.

3) Caniche

caniche raça de cão pequeno

O Caniche foi desenvolvido como cão de caça aquática, mas ficou famoso entre a aristocracia francesa como cão de companhia devido à sua personalidade e pelagem.

É uma raça bastante diversificada, pois pode ir dos 2 aos 28kg em adulto, consoante a variedade, mas caniches das variedades miniatura e toy atingem os 9 e os 3 kg, respectivamente. Têm uma esperança média de vida bastante longa, podendo chegar aos 17 anos em variedades mais pequenas. São animais que carecem de bastantes cuidados, pois a sua pelagem tem tendência para fazer nós e, por isso, devem ser escovados quase diariamente. Extremamente sociáveis e com grande capacidade de adaptação, são excelentes cães de companhia, mas devem ser educados desde cedo, pois também são bastante possessivos.

4) Cão de Crista Chinês

Cão de Crista Chinês: Não há evidências que estes cães tenham tido realmente origem na China, apesar do seu nome, no entanto, poderá ter estado presente na dinastia Han como guarda de tesouros e cão de caça.

Existem duas variedades diferentes: uma com o corpo sem pêlo excepto na cabeça, cauda e pés e uma toda coberta de pêlo (variedade Powderpuff). A variedade sem pêlo surge quando o animal recebe uma cópia de um gene dominante que lhe dá essa característica. Podem pesar até cerca de 5.5kg e viver entre os 13 e os 15 anos. São cães bastante afectuosos e muito mimados. Apesar de não terem pêlo, não significa que não necessitem de cuidados. Na realidade, devido à exposição da sua pele deve ser protegida do sol directo e da exposição ao frio. Já a variedade Powderpuff necessita de escovagens frequentes.

5) Shih Tzu

raça shih tzu

Shih Tzu: Existem várias teorias sobre a origem desta raça, no entanto, ela foi amplamente desenvolvida na China. Com a introdução do comunismo na China, a raça esteve perto da extinção, no entanto, com a sobrevivência de alguns exemplares europeus, conseguiu-se manter. O seu nome significa “cão leão”, no entanto, não é devido ao tamanho, pois apenas atinge os 8kg em adulto.

São bons animais para qualquer casa, pois dão-se bem tanto em exterior como em apartamento, mas não dispensam de todo a companhia humana. São extremamente amigáveis e fáceis de treinar, mas isso deve ser feito desde cedo, pois têm tendência para ladrar perante qualquer imprevisto. O seu pêlo pode dar algum trabalho, caso seja mantido comprido. Deve ser escovado diariamente e bem desembaraçado, mas também pode ser tosquiado e mantido curto.

6) Chihuahua

raça chihuahua

Chihuahua: As primeiras referências que se supõem estar relacionadas com os Chihuhuas são aos “techichi”, cães da civilização tolteca da região do actual México. Os techichi eram cães e companhia e acreditava-se que atraiam a felicidade. O nome Chihuahua aparece relacionado com a zona do México onde foram descobertos. São excelentes cães de companhia, pois a sua selecção foi sempre feita com esse intuito: gostam de atenção e são leais aos seus tutores, mas são cães tendencialmente dominantes e temperamentais o que pode fazer com que reajam a cães maiores e pessoas estranhas e devem ser educados desde cedo.

Com peso em adulto entre os 0,5 e os 3kg, são cães bastante frágeis: uma queda de um colo ou até mesmo de um sofá podem ter consequências, principalmente em cachorros. Existem duas variedades: de pêlo curto ou comprido, sendo que nenhuma das duas precisa de cuidados especiais em relação ao pêlo, sem ser escová-lo regularmente, caso seja comprido. São cães com uma esperança média de vida bastante longa, que pode chegar até aos 18 anos (em média).

7) Lhasa Apso

raça de cão lhase apso

Os Lhasa Apso existem desde há milhares de anos no Tibete e eram considerados animais sagrados. Criados nos templos e palácios, eram oferecidos como presente a convidados de honra.

Na China foram usados no desenvolvimento dos Shih Tzu e dos Pequineses.
Criados como cães de guarda, os Lhasa Apso são cães atentos, com personalidade forte e um ladrar agudo que serve de alerta. Podem ser distantes com estranhos, mas afectuosos com quem conhecem e confiam.
São mais compridos do que altos, pesam entre 4 e 8 kg e vivem em média entre 12 e 14 anos. Têm o focinho ligeiramente encurtado, mas o que melhor os distingue é o seu pêlo comprido e liso que deve ser escovado regularmente.

8) Pequinês

raça de cães pequinês

Pequinês: Uma das raças mais antigas do mundo, teve a sua origem na China. Populares cães no palácio imperial chinês, foram depois transportados para Inglaterra aquando da ocupação de Pequim pelos ingleses e um exemplar foi oferecido à rainha Vitória.
Muito apegados aos donos, mas também muito independentes. São óptimos cães de alerta, já que uma das suas características é o seu ladrar maior do que o seu tamanho.

Os Pequineses variam entre os 3 e os 6 kg em adultos e podem viver entre 13 e 15 anos. A sua pelagem deve ser escovada de forma frequente e as dobras da pele no focinho deve ser limpas regularmente.

9) Bulldog Francês

bulldog francês

Bulldog Francês: No início do século XIX pequenos bouledogues ingleses foram levados por trabalhadores que iam para França para serem mantidos como cães de companhia e afungentarem ratos. O tamanho desta raça é bastante variável, estando incluídos tanto nas raças pequenas como nas raças médias com um peso entre os 8 e os 14kg. Estão bem adaptados à vida na cidade, em casas com famílias grandes ou de apenas um elemento. São muito carentes e inteligentes, mas também demonstram alguma teimosia.

Podem viver entre os 9 e 11 anos. O seu pêlo não precisa de muitos cuidados, mas as suas pregas de pele devem ser limpas regularmente. Devido ao seu focinho, têm tendência para ressonar e e podem demonstrar dificuldade em respirar. Nestas situações deve-se recorrer a um veterinário, pois pode haver necessidade de fazer algumas correcções cirúrgicas para minimizar a sua dificuldade respiratória.

10) Boston Terrier

boston terrier

O Boston Terrier surgiu exactamente na região de Boston, sendo fruto do cruzamento do Bulldog Inglês com o Bull Terrier ou White English Terrier. São óptimos cães de companhia, sendo muito dóceis e brincalhões. Têm várias classes, determinadas pelo seu tamanho. Alguns não ultrapassam os 7kg e outros podem atingir cerca de 11kg. Não necessitam de cuidados especiais, mas é necessário ter atenção que devido à sua natureza braquicefálica poderão ter problemas a respirar e regular a temperatura.

11) Jack Russel Terrier

raça jack russel

Os Jack Russel vivem cerca de 13 a 15 anos e pesam entre 6 e 7 kg em adultos. O seu nome vem do reverendo que desenvolveu a raça no início do século XIX para caça à raposa. Desde sempre desenvolvido para caçar, este instinto é algo que permanece até aos dias de hoje, mesmo quando vivem num apartamento. São cães extremamente energéticos e que precisam de muito exercício e longos passeios. Inteligentes e carinhosos, são bons companheiros e fáceis de treinar. Não requerem cuidados de maior, desde que consigam fazer exercício suficiente.

11) Pinscher Miniatura

pinscher miniatura

O Pinscher miniatura teve a sua origem na Alemanha e embora alguns possam pensar que é a miniatura de um Dobermann Pinshcer, as duas raças não estão ligadas sem ser pela sua terra de origem. Um cão agitado e sempre em movimento, adoram brinquedos e mais brinquedos. Podem ter entre 3 e 5 kg e viver até aos 14 anos, tendo uma manutenção relativamente simples.

12) Pug

cão pug

Com origem na China, os Pugs eram reservados aos imperadores e foram depois transportados em segredo por navegadores holandeses para a europa. O fascínio da casa real holandesa por esta raça foi tanto que foi anunciado como cão oficial da Casa de Orange em 1688. Diz-se que o lema destes cães é “multum in parvo”, o que significa “muito em pouco”. Podem pesar entre 6 e 8 kg, mas são bastante robustos, para além de adorarem comida e de terem tendência para a obesidade. São muito senhores de si e não têm tendência para ladrar muito. Entre os cuidados específicos com esta raça estão os seus olhos que, por serem bastante salientes estão mais expostos a lesões e as suas pregas de pele que devem ser limpas com regularidade. Estes cães podem viver entre 12 e 15 anos.

13) Schnauzer Miniatura

cão raça schnauzer

Os Schnauzer têm origem na Alemanha no final no século XIX, tendo 3 tamanhos distintos. Os miniatura foram obtidos através da selecção de exemplares pequenos do Schnauzer médio e atingem entre 5 e 7 kg, podendo viver até aos 14 anos. São conhecidos por serem muito
obedientes, de aprendizagem rápida e apegado à sua família, sendo óptimos animais de companhia. São conhecidos como cães hipoalérgicos por não perderem pêlo, no entanto precisam de escovagens e tosquias frequentes.

14) Lulu da Pomerânia

Lulu da Pomerânia: Estes descendentes do Spitz alemão, foram seleccionados pelo seu pequeno tamanho e cores vivas. Atingindo entre 1 e 3kg e com uma esperança média de vida entre os 12 e os 16 anos, os Lulus da Pomerânia são cães vigilantes, activos e corajosos, enfrentando, por vezes, outros cãe maiores. O seu pêlo deve ser escovado de forma regular.

15) Teckel / Dachshund

teckel

Os Teckel foram desenvolvidos na Alemanhã para a caça ao texugo, significando o seu nome exactamente “cão texugo”. Existem em dois tamanhos: standard e miniatura e atingem no máximo 9kg em adulto. São cães corajosos e curiosos, mas também brincalhões e carinhosos. Devido ao seu comprimento, têm tendência para problemas de coluna e por isso devem evitar-se as escadas e os saltos para a mobília e para o chão.

16) West Highland White Terrier

wet terrier

Com origem na Escócia, foram desenvolvidos para caça de invasores (ratos e raposas) e por serem brancos eram mais fáceis de ver no campo. Os “Westies” vivem entre os 12 e os 14 anos e podem atingir entre os 6 e os 10kg. São inteligentes, independentes e um pouco teimosos. É um bom cão de guarda e um óptimo caçador.

 

 

 

17) Cavalier King Charles Spaniel

cavalier-king-charles

Cavalier King Charles Spaniel: Esta raça, reconhecida apenas relativamente recentemente, tem a sua origem em Inglaterra e muito apreciados pela realeza. Têm uma esperança média de via de 9 a 14 anos e podem atingir entre os 6 a 8kg. Com uma expressão muito afectuosa é efectivamente um cão dócil, brincalhão e inteligente. Adora colo e são muito fáceis de manter, apenas necessitando de algumas escovagens.
Infelizmente, têm predisposição para algumas doenças cardíacas e, por isso, devem ser vigiados
nesse sentido.

 

Ficou com alguma dúvida?
Aconselhe-se sempre com o seu médico veterinário assistente.

Até breve!


Clínica Veterinária Oeiras – 927896112 • 211918923
Urgências 24h
geral@vetpoint-ivl.com