O que deve saber sobre o novo coronavírus – COVID-19- e animais de companhia?

Os coronavírus pertencem a uma família de vírus chamada Coronaviridae, e podem ser divididos em alfa, beta, gama e delta. Os dois primeiros infetam mamíferos enquanto que os dois últimos infetam peixes e aves.

Em cães, a infeção por coronavírus provoca diarreia leve, enquanto que em gatos pode causar peritonite infeciosa felina (PIF), sendo ambos alfa-vírus.

Estes coronavírus não estão associados ao surto de coronavírus a que estamos a assistir.

Os coronavirus mais recentemente detectados e capazes de infectar humanos provocando síndromes respiratórios são beta – vírus. A origem dos surtos detectado em 2002 e 2012 foi em morcegos. Em relação a este novo surto, ainda não foi possível esclarecer a origem.

O COVID-19 pode infetar animais de companhia?

Até à data, não existem evidências de que os animais de companhia (cães e gatos) se possam infetar ou possam transmitir o vírus.

O caso do cão que testou positivo fraco ter-se-á devido a uma de duas situações: contaminação ambiental ou reação cruzada do teste com o coronavírus canino.

No entanto, esta situação está em constante evolução e as informações são atualizadas constantemente.

O que devo fazer se estiver infetado com COVID-19?

Apesar do exposto no tópico anterior, caso esteja infetado recomenda-se que limite o contacto com animais de estimação.

O ideal será que peça a outra pessoa para tomar conta do seu animal de estimação enquanto estiver doente. Caso não seja possível ter alguém a tomar conta dele, tente evitar o contacto, incluindo festas, abraços, etc., lave as mãos antes e depois de contactar com o seu animal e utilize máscara facial.

E se o meu animal desenvolver uma doença de causa indeterminada depois de contactar com alguém doente?

Antes de levar o seu animal à clínica ou hospital onde ele costuma ser acompanhado deve ligar a informar do sucedido de forma a que os profissionais o informem de como deve proceder.

Apesar de tudo o exposto, esta situação está em constante evolução e novas informações surgem a cada dia. O vírus pode sofrer mutações e aquilo que é verdade à data desta publicação, pode deixar de o ser num futuro próximo.

Até breve!


Clínica Veterinária Oeiras – 927896112 • 211918923
Urgências 24h
geral@vetpoint-ivl.com