Gatos a miar, o que fazer?

Os gatos comunicam entre si e connosco de várias formas, contudo a que nós mais identificamos é o miar. E o que fazer nestas situações?

Os gatos miam de formas diferentes para expressar diferentes emoções desde estarem zangados, terem fome ou estarem felizes.

Entre as raças mais expressivas estão os Siameses, Maine Coon e Singapura.

Porém, por vezes o miar excessivo pode ser incomodativo, não só para tutores, mas também para os vizinhos.

Para evitarmos que aconteça em casa, por exemplo, devemos estabelecer rotinas diárias, com estímulos diversos e enriquecimento ambiental.

Colocar arranhadores, arranjar brinquedos com ou sem comida e esconderijos, são algumas hipóteses de enriquecimento ambiental. Diferentes cheiros e texturas também são um bom estímulo.

Mantendo-os alerta durante o dia, ou pelo menos depois de chegarmos a casa ajuda a evitar que eles nos acordem a meio da noite.

Ter comida à disposição ao longo do dia é importante, pois facilita o acesso ao alimento e previne que o gato mie a pedir comida, principalmente durante a noite.

Outra altura em que é importante controlar o miar é nas viagens de carro – é um momento stressante para a maioria dos gatos.

Nestas situações, utilizar uma manta para tapar a transportadora pode ajudar, pois acalma-os e deixa-os sonolentos.

Para além de tudo isto, não nos podemos esquecer, quando temos uma gatinha, que elas miam naturalmente na altura do cio. É um miar alto e, por vezes, constante. Este tipo de miado pode ser controlado com a esterilização da gatinha, após o cio.

É sempre importante conhecermos o nosso animal de estimação para podermos perceber quando o miado é ou não razão de preocupação.

Para mais esclarecimentos, ninguém melhor que o seu médico veterinário assistente.

Ficou com alguma dúvida?
Aconselhe-se sempre com o seu médico veterinário assistente.

Até breve!


Clínica Veterinária Oeiras – 927896112 • 211918923
Urgências 24h
geral@vetpoint-ivl.com