Como educar um gato?

Sabe como educar um gato?

Os gatos são animais com muita vontade própria e independência o que leva a que a maioria das pessoas responda a esta pergunta com um “impossível!”

Na verdade, tal como aos cães, também aos gatos se podem ensinar alguns comportamentos.

As más notícias são que provavelmente tem feito tudo ao contrário. Já tentou desincentivar o seu gato de afiar as unhas no sofá fazendo barulho e indo a correr na direcção dele. A razão para isso não resultar é porque o gato o vê como uma brincadeira ou como alguém a dar-lhe atenção e vai repeti-lo, afinal, o que é mais divertido do que atenção do tutor e uma corrida pela casa?

As boas notícias são que treinar um comportamento num gato vai ajudar o seu gato e a si.

Tenha sempre em conta que educar um animal é algo que leva bastante tempo e, por isso, tem que haver uma grande motivação e paciência.

Um dos principais erros é saltar passos e querer progressos rápidos.
Às vezes implica até muito auto-controlo de forma a ignorarmos comportamentos indesejados.

Os gatos vão fazer algo sempre que vejam nisso um benefício e a forma mais fácil é através da comida.

Biscoitos ou comida húmida são, normalmente, boas opções. Não se esqueça de diminuir proporcionalmente a ração normal do seu gato de forma a evitar ganhos de peso excessivos.

Exemplos de comportamentos que podem ser ensinados e que podem facilitar a vida a si e ao seu amigo são:

  •  – Vir quando chamado
  • – Entrar e ficar na transportadora
  • – Permitir a manipulação das patas e o corte das unhas.

Lembre-se que quanto mais complexo o comportamento que lhe tenta ensinar, mais lento e progressivo deve ser o treino.

As sessões de ensinamento devem ser curtas e divertidas para ambos. Não se aborreça se de repente o seu gato perder o interesse no que estão a fazer. Pressiona-lo para fazer algo que ele não quer pode levar exactamente ao contrário do que espera atingir.

Uma das coisas mais importantes quando se treina um animal é nunca os castigar.

Os gatos são, particularmente, sensíveis ao stress e os castigos podem leva-los a esconder-se mais em casa, alterações da urina e fezes e a lavarem-se excessivamente.

Treinar o seu gato vai fortalecer a vossa ligação, já que vão passar mais tempo a interagir, vai estimula-lo mentalmente e ainda pode fazer com que ele coopere em tarefas que podem ser mais complicadas como cortar as unhas ou entrar na transportadora para ir ao veterinário.

 

Ficou com alguma dúvida?
Aconselhe-se sempre com o seu médico veterinário assistente.

Até breve!


Clínica Veterinária Oeiras – 927896112 • 211918923
Urgências 24h
geral@vetpoint-ivl.com