Adoção de animais – cuidados e recomendações

Neste artigo iremos analisar alguns cuidados a ter na adoção de animais.

Receber um animal em casa é um decisão muito importante.

Esta deve ser tomada em consciência e devemos ter em conta o tipo de animal que adotamos em relação ao estilo de vida que temos.

Os nossos horários e rotinas têm que ser adaptados ao novo membro da família. Até mesmo o orçamento familiar deve ser tido em conta.

Para além do alimento, numa fase inicial são necessários cuidados veterinários mais regulares e devemos estar preparados para qualquer percalço que possa acontecer.

 

Adoção de felinos

adocção de gatos

Ao adotar um felino devemos ter em conta que apesar de não precisarem de passeios diários, precisam de brincar e gastar energia.

Uma forma de estimular o comportamento natural de um gato é ter varios locais de alimentação em casa de forma a que possam “petiscar” várias vezes e procurar a comida.

Os gatos gostam de locais altos e bem iluminados. Proporcionar locais de descanso junto a janelas e facilitar o acesso a patamares altos é uma forma de manter a atividade e o seu bem estar.

De notar que as caixinhas de areia devem ser colocadas sempre longe da comida e água e mesmo a água e a comida devem estar afastadas.

 

Adoção de cães

adoção de cães

Quando falamos da adoção de um cachorro ou mesmo um cão adulto temos que estar preparados para alterar a nossa rotina.
Se antes sair de casa para trabalhar demorava 30min, temos que estar preparados para demorar o dobro.

Normalmente os cães fazem duas a três refeições diárias e no mínimo 3 passeios.

É importante adequar os passeios, duração, intensidade e número, ao tipo de animal. Por exemplo, um animal com muita energia precisa de correr e passear durante mais tempo.

A socialização é outro factor importante no crescimento e desenvolvimento da personalidade do cachorro.

Interagir com os pares e saber adequar comportamentos às diversas situações contribui para termos um cão adulto equilibrado sem tendência para a agressividade.

Quando pensar em adotar um animal, informe-se com um veterinário e tente que este o ajude a adequar o tipo de animal, raça, tamanho ou idade à sua personalidade e realidade familiar.

Adotar em consciência depois de ponderar os prós e contras ajuda a antecipar situações futuras desagradáveis.

Hoje em dia um cão pode viver cerca de 15 anos e os gatos eventualmente 20 anos.

A adoção de animais não é um ato momentâneo, este tem repercuções no seu futuro pessoal e familiar.

 

Até breve!


Clínica Veterinária Oeiras – 927896112 • 211918923
Urgências 24h
geral@vetpoint-ivl.com